logo-ispup-color.svg
logo-covid-19.png

Fórum

A Organização Mundial da Saúde (OMS) atribuiu o nome de COVID-19 à doença provocada por um novo coronavírus. Este vírus, responsável por infeções respiratórias graves, foi identificado em humanos, em 7 de janeiro de 2020, na sequência de um surto de pneumonia reconhecido, em dezembro de 2019, na cidade chinesa de Wuhan, província de Hubei. Entretanto, foram diagnosticados milhares de casos na China e igualmente confirmados casos de COVID-19 em todos os continentes e declarada em 30 de janeiro de 2020 o estado de emergência de saúde pública de âmbito internacional.

Tendo em conta a atualidade, a dispersão dos casos e a necessidade de esclarecimento continuado sobre as caraterísticas deste problema de saúde pública, o Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP) abriu este fórum no início de março de 2020 para incentivar os cidadãos a colocarem as suas dúvidas sobre questões relacionadas com a COVID-19.

Neste espaço, todos foram convidados a colocarem as suas dúvidas, as quais foram respondidas por investigadores do ISPUP, em colaboração com a Unidade de Doenças Emergentes do Serviço de Doenças Infeciosas do Centro Hospitalar Universitário de São João.

Desde então, foram colocadas largas dezenas de questões, o que refletiu o interesse de todos em aprender a lidar com este novo desafio. O surgimento de novas plataformas de informação, acessíveis e fidedignas, e o avançar do tempo levou à redução do número de novas questões colocadas, sendo que várias eram repetidas relativamente às anteriormente respondidas. Assim, o fórum encontra-se de momento encerrado.

Caso tenha alguma questão, verifique no fórum, e no conjunto de Perguntas Frequentes (FAQs), se a resposta à sua questão já foi respondida. Basta pesquisar abaixo ou clicar no tópico, para ter acesso ao documento com as questões. Por favor, confirme a data em que a resposta foi publicada, dado que algumas respostas poderão já não corresponder inteiramente ao conhecimento atual.

- O Vírus e a Doença

- Como se pode transmitir? Quem poderá estar doente?

- Como nos podemos proteger?

- Estou em risco?

- Como manter a minha saúde mental?

- Qual a resposta do SNS?

- Funerais, animais, viagens e encomendas

- Mitos e Notícias falsas

 

Para informação mais atualizada, visite os websites:

Website da Direção-Geral da Saúde e do Ministério da Saúde para a COVID-19 (https://covid19.min-saude.pt/)

Website do Governo Português (https://covid19estamoson.gov.pt/)

Portal das Comunidades (https://www.portaldascomunidades.mne.pt/pt/)

Website da IATA para as restrições em viagens (https://www.iatatravelcentre.com/international-travel-document-news/1580226297.htm)

Website do ECDC com FAQs relativas à COVID-19 (https://www.ecdc.europa.eu/en/covid-19/questions-answers)

Website da OMS para a COVID-19 (https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019)

Website do CDC para a COVID-19 (https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-nCoV/index.html)

 

NOTA: A Política de Privacidade do Fórum COVID-19 do ISPUP, pode ser consultada AQUI

Questões

Fui operado a um tumor maligno no urotélio superior e tiraram-me um rim em novembro de 2016. Nunca fiz rádio ou quimioterapia. Sou considerado um doente de risco?

Tendo comprado máscara FFP2 para me sentir mais seguro, tenho dúvidas quanto à higienização para aproveitamento da máscara. Tenho deixado a máscara numa mistura de água com lixívia em 5%, durante 15 minutos, e posteriormente enxaguado com bastante água. Este método é eficaz? Se não, qual outro alternativo?

16 jul 2020

Moro no último apartamento de um prédio com 5 andares, e tenho duvidas quanto à transmissão do coronavírus através dos respiros do WC que ligam todas as habitações do prédio, sendo a tubagem comum a todos. Alguns respiros têm ventiladores instalados e outros não. Esta situação é comum nos prédios, mas apresentará algum tipo de risco de transmissão? No meu caso, tapei o respiro com fita adesiva forte.

16 jul 2020

Tenho uma doença autoimune, Miastenia Gravis, e já fui sujeita a uma timectomia. Não tomo qualquer medicação e faço uma vida quase normal. No entanto, li que os doentes sujeitos a timectomia podem ter um grau de risco acrescido pela ausência do timo. Qual o meu grau de risco? Devo ter cuidados normais ou cuidados acrescidos? Li notícias na imprensa internacional de, pelo menos, dois casos de pacientes com miastenia sujeitos a timectomia em que, após terem sido diagnosticados com COVID 19, acabaram por falecer em poucos dias.

16 jul 2020

Um jovem adulto esplenectomizado é considerado de risco?

16 jul 2020

Trabalhamos numa empresa que não tem ar condicionado e no verão costumamos usar ventoinhas. Temos as portas e portões abertos, no entanto, está muito calor e não é suficiente. Devido a isso, gostaríamos de saber se podemos ligar as ventoinhas, e quais as condições de utilização devido ao Covid-19?

10 jul 2020

Na empresa, voltámos a trabalhar no escritório e não temos condições de ligar o ar condicionado. No entanto, o calor aperta e ligou-se uma ventoinha. Queria saber se é a mesma coisa que o ar condicionado, melhor ou pior, e qual o risco que corremos. Na sala, temos distanciamento suficiente mas não há renovação de ar.

03 jun 2020

Em condomínio privado, com piscina ao ar livre, o uso da piscina obriga a regras de utilização? Exemplo: número de pessoas, procedimentos de higiene, além dos já praticados (tratamento da água da piscina)?

03 jun 2020

Tenho uma pequena dúvida que gostava de ver esclarecida. Ontem dirigi-me ao centro de saúde, com sinais de uma amigdalite que, como é óbvio, provoca febre. Pelo facto de ter apresentado febre pediram-me que esperasse lá fora, e eu isso compreendi. Quando disse que pensava ter uma amigdalite, disseram-me que não me tinham pedido opinião e mandaram-me ir fazer o teste da covid-19. Recorri a outro profissional de saúde que me examinou e constatou que, de facto, eu tinha as amígdalas cheias de pus, e que seria uma amigdalite. Tomei o antibiótico 2 vezes e nunca mais tive febre, continuo com as amígdalas visivelmente cheias de pus, e nunca mais apresentei febre. Porém, não param de me ligar para ir fazer o teste, o qual não consegui marcar pois não o realizam aos fins de semana e não vejo qual a necessidade de tal. Gostava que me dessem uma opinião sobre este assunto e o que posso fazer para evitar ter que sair de casa, uma vez que sou uma pessoa que tem pânico de o fazer por ter medo de contrair o vírus e que não sai de casa há imenso tempo. Basicamente, se eu não tivesse entrado em contacto com outro profissional de saúde, estava tramada e com as minhas amígdalas a crescer de dia para dia, pois para ser observada no centro de saúde teria de fazer o teste da covid-19 primeiro, e não o fazem ao fim de semana. Portanto, pelos meus cálculos, estaria mais 4/5 dias neste estado.

25 mai 2020

Numa casa arrendada para as férias, enquanto a minha família está lá alojada, podemos usar os aparelhos de ar condicionado?

25 mai 2020