logo-ispup-color.svg
logo-covid-19.png

Tenho uma sensação que se assemelha a uma bola debaixo da mama esquerda, quando respiro fundo. De vez em quando, sinto algo estranho no peito, do lado esquerdo. Parece que algo lá dentro está a mexer e que pica, mas não dói. Sinto as pernas pesadas. Sofro de esclerose múltipla. Nao tenho febre. A temperatura mais alta que tive foi 37.1ºC e não tenho tosse. Será que posso ter o vírus ou devo ir fazer exames? Ou será que pode ser um surto da doença e de nervosismo?

21 mar 2020

Não apresenta sintomas típicos de COVID-19. Deste modo, caso se mantenha a sintomatologia descrita, deverá contactar telefonicamente o seu médico assistente para avaliar a situação em particular, ponderando a pertinência no atual contexto de surto de COVID-19 e máximo distanciamento físico, tanto quanto possível, recomendado.

É normal que nesta altura sinta medo e preocupação relativamente ao seu estado de saúde, assim como das pessoas mais próximas. Para que lidemos melhor com o stress provocado por este surto, devemos evitar uma exposição excessiva às notícias dos media (estar constantemente a ver as notícias e à procura de novas informações pode ser desanimador, aumentar a nossa ansiedade e ainda levar as pessoas a notícias falsas). Devemos tentar fazer atividades que nos dão prazer como fazer exercício físico regularmente, mesmo em casa, privilegiando os exercícios de respiração, alongamentos e meditação, ter uma alimentação saudável e equilibrada, manter o padrão habitual de sono saudável, falar com outras pessoas, mesmo a partir de casa, partilhar as preocupações e a forma como se estão a sentir com amigos ou familiares. Por fim, tente manter uma atitude de esperança e pensamento positivo.

Últimas questões

Fórum

A Organização Mundial da Saúde (OMS) atribuiu o nome de COVID-19 à doença provocada por um novo coronavírus. Este vírus, responsável por infeções respiratórias graves, foi identificado em humanos, em 7 de janeiro de 2020, na sequência de um surto de pneumonia reconhecido, em dezembro de 2019, na cidade chinesa de Wuhan, província de Hubei. Entretanto, foram diagnosticados milhares de casos na China e igualmente confirmados casos de COVID-19 em todos os continentes e declarada em 30 de janeiro de 2020 o estado de emergência de saúde pública de âmbito internacional.

Tendo em conta a atualidade, a dispersão dos casos e a necessidade de esclarecimento continuado sobre as caraterísticas deste problema de saúde pública, o Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP) abre este fórum para incentivar os cidadãos a colocarem as suas dúvidas sobre questões relacionadas com a COVID-19.

Neste espaço, sujeito a moderação, todos são convidados a colocarem as suas dúvidas, as quais serão respondidas por investigadores do ISPUP, em colaboração com a Unidade de Doenças Emergentes do Serviço de Doenças Infeciosas do Centro Hospitalar Universitário de São João.

Informamos que as respostas às questões colocadas são dadas, de acordo com a evidência científica disponível, até à data.

Pedimos, por favor, que verifique no fórum, e neste conjunto de Perguntas Frequentes (FAQs), se a resposta à sua questão já foi respondida. Basta clicar no tópico, para ter acesso ao documento com as questões. 

- O Vírus e a Doença

- Como se pode transmitir? Quem poderá estar doente?

- Como nos podemos proteger?

- Estou em risco?

- Como manter a minha saúde mental?

- Qual a resposta do SNS?

- Funerais, animais, viagens e encomendas

- Mitos e Notícias falsas

Tenha em consideração que, devido ao elevado número de questões que estamos a receber, daremos prioridade de resposta a perguntas que ainda não estão repetidas no fórum. Caso necessite de algum esclarecimento adicional, por considerar que alguma resposta não está compreensível, pode entrar em contacto connosco, através do e-mail: [email protected]

Consulte a Política de Privacidade do Fórum COVID-19 do ISPUP, AQUI

Se quiser ajudar a Ciência no contexto da pandemia de COVID-19, dedique cerca de 5 a 10 minutos do seu dia, para participar no estudo "Diários de uma pandemia". O estudo, desenvolvido pelo ISPUP e pelo INESC TEC, em parceria com o jornal Público, convida os cidadãos a responderem diariamente a um conjunto de perguntas, que ajudarão a compreender a evolução da vida dos Portugueses, ao longo da pandemia de COVID-19. Participe, AQUI